sábado, junho 13, 2009

Erguer de novo

Estou farto do que me dizes, do que não me dizes,estou farto do que ficou por dizer.

estou farto de lutar por ti e já o gritei aos 4 ventos e já to disse,e fartei me da tua indiferença que me tira a força para lutar,fartei me do teu ser inconstante,que me arrepia quando espero uma resposta de volta,e sempre ignorando as vozes da razão da consciência que teimam em falar e gritar para que eu pare com esta luta desigual.

Os meus olhos estão cegos com a pura ilusão do amor e querem me contar historias daquilo que não sei e não vi,querem que acorde para a cruel realidade,e as vozes que não se calam quase me levando ao desespero, e as lágrimas que o ego não deixa sair.
Dói me a voz de tanto gritar por dentro,dói me a alma por não gritar para fora aquilo que me atormenta, os meus sentimentos atraiçoaram-me,fizeram me fraco,quase sem vida,e sinto que se esvai aos poucos mas com umas réstia  de vontade,ponho me de joelhos olho para cima para me darem força,ergo os braços e suplico por ajuda,ajuda para me levantar,ajuda para não morrer,ajuda para me livrar do ódio que tenho no coração,peço ajuda e rezo para que ela venha,que não me abandone,peço,rezo e suplico para que me de as forças para me levantar e não cair outra vez, que os meus sentimentos não errem que os meus olhos vejam o que seja real, e que se fechem para a ilusão,e para erguer a espada para matar esse amor ilusório que me invade,sem piedade.

3 comentários:

Zaahirah disse...

Feel the same way you do... =(

E aqui está 1 dos tais textos com sentimento de que te falava!! Adorei!

**

S . disse...

Uuuui... deeeeeeeep =|

S . disse...

está verdadeiramente sentido...
gostei*

oxalá não corresponda à verdade :/